A MENSAGEM 
» O Segredo     » Os Cinco Primeiros sábados     » Orações     » Cânticos

 

 
 
Devoção dos Cinco Primeiros Sábados 
 
 

A vivência das verdades eternas da salvação diminuiu tanto no coração e no olhar da humanidade que esta se arrisca a perder as suas próprias raízes e salvação.

Por isso o amor de Deus, para despertar o interior adormecido dos homens, quis apresentar-lhes o conteúdo eterno da Mensagem de Fátima, cujo núcleo é a exigência da reparação. Tanto o Anjo, como posteriormente Nossa Senhora ainda com maior insistência, apelaram à reparação.

Como que provendo o pouco caso que os homens fariam, Nossa Senhora, em 13 de Julho de 1917, anuncia não só que voltará para reforçar o pedido, mas também confia à Lúcia a missão de tornar conhecida a exigência de reparação e de a propagar, pois Deus coloca a salvação das almas de modo muito especial nas mãos de Sua Santíssima Mãe.

A vinda prometida por Nossa Senhora realizou-se em 10 de Dezembro de 1925, encontrando-se a vidente no Postulantado da Congregação das Irmãs de Santa Doroteia, em Espanha.

A primeira descrição feita por Lúcia, poucos dias após essa aparição, foi por ela seguidamente destruída por não estar certa de que pudesse revelar visto o tema da devoção ao Coração Imaculado de Maria fazer parte do segredo. O documento existente, é uma segunda redacção, por ordem do seu confessor, em terceira pessoa, exactamente igual à primeira, mas escrita passados dois anos, em 17 de Dezembro de 1927:

«Dia 10-12-1925, apareceu-lhe a SS. Virgem e ao lado, suspenso em uma nuvem luminosa, um Menino. A SS. Virgem, pondo-lhe no ombro a mão e mostrando, ao mesmo tempo, um coração que tinha na outra mão, cercado de espinhos.

Ao mesmo tempo, disse o Menino:

- Tem pena do Coração de tua SS. Mãe que está coberto de espinhos que os homens ingratos a todos os momentos Lhe cravam sem haver quem faça um acto de reparação para os tirar.

E em seguida disse a SS. Virgem:

- Olha, minha filha, o Meu Coração coberto de espinhos que os homens ingratos Me cravam, com blasfémias e ingratidões. Tu, ao menos, vê de Me consolar e diz que todos aqueles que durante cinco meses, ao 1º sábado, se confessarem, recebendo a Sagrada Comunhão, rezarem um Terço e me fizerem 15 minutos de companhia, meditando nos 15 mistérios do Rosário, com o fim de Me desagravar, Eu prometo assistir-lhes, na hora da morte, com todas as graças necessárias para a salvação dessas almas».

Neste texto encontram-se todas as condições necessárias para responder ao apelo dos Cinco Primeiros Sábados do mês, em reparação das injúrias contra o Coração de Maria. Quem tiver dificuldade em se confessar no 1º sábado pode fazer a sua confissão noutro dia, desde que receba a comunhão em estado de graça e tenha sempre a intenção de reparar o Coração Imaculado de Maria.