HISTÓRIA DE FÁTIMA 
» Aparições     » Os Pastorinhos     » Cronologia

 
 

Aparições
 
Fátima é um dom gratuito do Senhor que, por meio de sua Mãe, vem misericordiosamente acudir ao mundo actual. Por isso empenha-se em que estas aparições sejam acreditadas e atinjam o maior número possível dos Seus Filhos.
As principais e fulcrais aparições — as da Senhora — desenrolam-se entre os dois meses marianos do ano. Maio, por excelência mês de Maria; e Outubro, o mês do Rosário.Tempo de Primavera e Verão, em que a subida ao local das aparições se torna muito mais fácil do que nas inclemências do Inverno.
Também o local parece providencialmente escolhido para facilitar a afluência dos fiéis. É Fátima, quase no centro do país, e quase a meio caminho entre Lisboa e Porto.
Para nosso bem, quer o céu que se acredite nestas aparições. Ao contrário de Lourdes em que a Senhora, apesar de instada, não acede a fazer o milagre comprovativo, reali­za-o em Fátima.
Predisse-o com três meses de antecedência como prova da veracidade da sua mensagem. «Em Outubro farei um milagre que todos hão-de ver para acreditar» — garante a 13 de Julho. A 19 de Agosto: «No último mês farei o milagre para que todos acreditem», A 13 de Setembro volta a repetir: «Em Outubro farei o milagre para que todos acreditem».
E na data aprazada, o milagre — selo incontestável de Deus — realizou-se e com tal magnificência e esplendor que segundo o eminente teólogo espanhol José Maria Bover nunca Deus realizou outro semelhante depois dos prodígios relatados pela Bí­blia.
 

Padre Fernando Leite

in, Fátima 75 Anos

 
  

 

Anjo de Portugal

 

Nossa Senhora 

"De tudo o que puderdes, oferecei um sacrifício em acto de reparação pelos pecados com que Ele mesmo é ofendido e de súplica pela conversão dos pecadores. Atraí, assim, sobre a vossa Pátria, a paz. Eu sou o Anjo da sua guarda, o Anjo de Portugal. Sobretudo, aceitai e suportai com submissão o sofrimento que o Senhor vos enviar."

  
“Quero dizer-te que façam aqui uma capela em Minha honra, que sou a Senhora do Rosário, que continuem sempre a rezar o terço todos os dias”
“Não ofendam mais a Deus Nosso Senhor que já está muito ofendido”
2ª Aparição, Poço do Arneiro, 1916
 

Nossa Senhora aos Pastorinhos
 

» 1ª Aparição